Estou zangada. Contigo. Porque sim. Porque agora que me traíste tudo em mim é mais difícil. Sorrir-te com olhos e corpo e boca como eu fazia. Beijar-te como se a minha língua tivesse nascido para a tua boca. Falar-te baixinho no suor da cama. Vir-me contigo, de olhos abertos. Deixar as palavras escorrerem como escorre em nós a água, ainda juntos no banho. Olhar para dentro dos teus olhos e ver como escurecem com a paixão e a tesão. Pôr-me bonita para ti. Saltar para o teu abraço sem medo de cair. Dizer-te que te amo. Acreditar quando dizes que me amas. Serenar quando chegas. Fazer planos para o dia seguinte. Mostrar-me. Dar-me inteira quando a tua boca engole o meu corpo. Dar-me inteira quando a minha boca engole o teu corpo. Deixar de estar zangada.