Não há nada na vida, nenhuma dor, nenhuma desilusão, nenhuma esperança, nenhum amor, nenhum ódio, nada, que com o tempo não se modere.
Ao fim de um tempo, já conseguimos dormir de noite, já conseguimos sair para a rua de olhos pintados.
Dizem.